quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

QUE VENHA 2015, MAIS UM ANO E QUE O FAÇAMOS DIFERENTE


QUE VENHA 2015, MAIS UM ANO E QUE O FAÇAMOS DIFERENTE

Por Carlos Delano Rebouças

Sempre na virada dos anos, aliás, já começando no florescer do mês de dezembro, de festas, confraternizações e tudo mais, votos de feliz ano novo são dados a todos, na esperança de que dias melhores cheguem com o novo ano que se anuncia.

Muitos acreditam que se trata de mais uma mudança de data, que começa a ocorrer nos segundos, minutos, dias, meses e não seria diferente com os anos. Ninguém para o tempo; ninguém consegue segura por um instante "Chronos" independente de se acreditar ou não na mitologia grega.

O tempo passa, inevitavelmente, mesmo que para alguns, preferissem que ou não passasse ou pudesse voltar atrás. Às vezes, movido por uma boa lembrança, uma recordação que redunde em alegria, nostalgia e felicidade. 

Mas como o tempo tende a passar, deixemos os deuses da mitologia grega de lado e voltemos a nossa realidade, esta, de chegar no dia 31 de dezembro de 2014, espiando o nascimento de mais um ano, 2015. 

O novo ano de 2015 mais parece um bebê no ventre de uma mãe gestante de nove meses, sentindo contrações, prestes a dar a luz às tantas expectativas, aspirações, desejos, sonhos, esperanças e realidades, que cabem somente, exclusivamente, a cada um de nós, acreditar, ou seja, positivar um novo ano, diferente com o 2014 que anuncia a sua partida.

Prefiro desconsiderar a tese que se trata somente de mais uma mudança de tempo, sob a batuta de "Cronos", e desenhar um novo anos, de lápis, com o preto no branco, que será colorido a cada segundo, minuto, hora, dia, semana e mês de 2015, fazendo-o maravilhoso, diferente, harmonioso.

Que 2015 seja assim para este humilde educador, e que para quem pensa ou passe a pensar assim, ficam aqui os votos de um feliz ano novo, para que este novo ano chegue e represente um ano diferente, quanto à positividade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique e confira!

ESTAMOS À DISPOSIÇÃO!