DICA DE PORTUGUÊS

“BEM FEITO”, “BEM-FEITO” E “BENFEITO”: QUANDO USAR?
Embora as três sejam muito parecidas – tanto de forma sonora quanto de forma escrita, há uma enorme diferença entre as três.
Entenda quando utilizar “bem feito”, “bem-feito” e “benfeito”:
Bem feito
Bem feito é o termo destinado ao uso mais irônico e espirituoso entre os três termos. A utilização do termo “bem feito” é sempre em um contexto de interjeição, como uma espécie de reação a um senso de justiça presente em algo ocorrido.
– Ele saiu sem avisar, perdeu as chaves de casa e precisou pedir ajuda para o porteiro. Bem feito!
– Bem feito! Falei que alguém tropeçaria se você não tirasse os sapatos do caminho!
Bem-feito
É definida pela Academia Brasileira de Letras com um adjetivo, e sempre deve ser escrito com o hífen.
A expressão significa algo feito de forma caprichada, com qualidade. É a expressão que utilizamos para elogiar algo, como nos exemplos:
– Seu texto está bem-feito.
– Este quadro está primoroso! Cada detalhe nele é bem-feito.
Benfeito
Benfeito, por sua vez, é um substantivo. Um benfeito significa, em outras palavras, uma benfeitoria, algum benefício realizado a respeito de alguma coisa. Embora seja foneticamente parecido, “benfeito” possui uma origem diferente das outras duas expressões, e é escrito com “n”.
– A ponte é um benfeito inestimável à vizinhança.
– O benfeito trouxe grande melhoria na qualidade de vida local.
A dica para não errar, nesse caso, é sempre associar o “benfeito” à ideia de benfeitoria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ANIVERSÁRIO É SEU, MAS O CONVIDADO É QUEM PAGA A CONTA

LISTA DE EMPRESAS LIGADAS À PETROBRAS E AO PORTO DO PECÉM-CE