quinta-feira, 22 de outubro de 2015

DOM QUIXOTE


DICA LEGAL


BELA CANÇÃO


O Sertão vai Virar Mar, Dói no Coração


Por Carlos Delano Rebouças

Quem diria meus amigos, quem poderia imaginar que viveríamos no Brasil uma crise e um possível colapso no abastecimento hídrico?
O nordeste, historicamente, convive com essa dificuldade. Quantas obras literárias retratam essa realidade?
Vidas secas, de Graciliano Ramos, ou O Quinze, de Rachel de Queiroz, por exemplo, permitem-nos mergulhar nessa realidade. Poesias também são inúmeras, tematizando essa triste realidade. Patativa do Assaré, Luciano Maia e Luiz Gonzaga de Moura são poetas que com suas sensibilidades, expuseram todo o sentimento por uma região sofrida, pela falta de chuva, em rima e métrica.
Somos calejados quanto a sofrimento pela falta de água. O povo nordestino aprendeu a lidar com essa realidade, sorrindo, mas sofrendo. Já o povo do sul, como é tratado quem não é do norte-nordeste, nunca conviveu com falta d’água. Não sabe o que é sofrer sem ter água para beber.
São Paulo passa por isso. Seu povo vive um momento difícil ao se deparar com uma realidade jamais imaginada e vivida. Seus reservatórios baixam a cada dia, e resta somente a esperança que as chuvas cheguem e resolva seus problemas. Chuvas estas, em outros tempos, tão presentes na rotina dos paulistanos.
Tem nordestino que diz: “Isso é castigo. Quantas vezes nos humilharam, dizendo que não tínhamos água no nordeste”?
Deixemos essas diferenças de lado. O momento não é para isso.
A verdade é que o mundo tá virado no avesso. Onde não chovia, tem enchentes; onde tinha até neve, a seca castiga. As geleiras se derretem e se desprendem; As florestas se desertificam; e o homem, nem aí.
É amigos, a música do Sá e Guarabira, Sobradinho, quando composta, parece agora profetizar tudo que acontece no Brasil e no mundo.



PARA DESCONTRAIR


ALBERTO CAEIRO


VISITE O PLANETA POR CIMA


PRESTE ATENÇÃO!


Os Problemas São Somente Nossos


Autor: Carlos Delano Rebouças

Relacionar-se em família, com esposa, marido, filhos e agregados, que estejam debaixo do mesmo teto, parece algumas vezes uma tarefa árdua, difícil em diversos aspectos, quando não conduzida com sabedoria.
Um matrimônio não é um passo fácil de dar, quanto mais, levar uma vida de casado, com filhos e todas as suas responsabilidades. Um casamento é desenhado com lápis de cores, onde tudo é belo, perfeito e arrumadinho, mas, que não demora muito, descolora no passar do tempo, tornando-se um mundo preto e branco de problemas comuns nas mais variadas famílias, quando não o conduz com sapiência.
Essa sapiência que se deve ter nas relações familiares remete a desenvolver diversos comportamentos por parte dos pares. Tolerância, paciência, integridade, respeito, bom senso, dentre outros, são diferencias importantíssimos para semear uma vida harmoniosa, em família, sobretudo, que culmine na felicidade de todos.
Apesar de sabermos que a harmonia é absolutamente importante para a felicidade familiar e que para isso, muitas vezes, devemos renunciar muita coisa, todo casal, toda família tem problema e precisa entender que é inteiramente restrito a ela, sem extensão a vizinhos, parentes e aderentes.
Quem não já ouviu falar que roupa suja se lava em casa?
Às vezes queremos buscar ajuda de quem não está preparado para isso, estando até com muitos mais problemas e mais sérios que os nossos. Às vezes, também, achamos que identificamos a pessoa certa para confidenciar as nossas inquietações, e que não verdade não são, muito pelo contrário, até sentem-se felizes com a desarmonia que esteja existindo no seio da nossa família.
Encontrar uma solução para os problemas familiares, e dependendo do caso, pode não ser tarefa tão fácil, sem dúvidas alguma, mas que precisa ser urgente. Essa pressa pode ser justificada pela possibilidade de haver influências na vida profissional e acarretar em consequências sérias, preocupantes, que causem enfraquecimento de sua imagem profissional. Pode passar a apresentar dificuldades de relação com colegas, como também, queda de rendimento funcional e riscos quanto à segurança do trabalho, por conta da falta de concentração.
Problemas familiares todos nós temos, passamos e estamos passivos de passar, e é comum em qualquer família do mundo, independente das condições sociais, econômicas e culturais. Sabedoria para lidar com eles é o que parece faltar. Encontrar suas soluções, como fora dito, não é tarefa fácil, mas certamente, compreender que redundam ou podem redundar em problemas muitos mais sérios que imaginamos, não temos dúvida.

Contudo, precisamos entender que eles são somente nossos, da família, e que as suas resoluções devem ser buscada, primeiramente, dentro do ambiente familiar, com diálogo, deixando as vaidades de lado, para que não venham a se tornar um problema para outras pessoas. 

PEGA ESSA!


REFLITA


MOMENTOS DE REFLEXÃO



Por Carlos Delano Rebouças

Dizem que todo mundo tira um instante do dia para refletir sobre a vida, sobre seus rumos, decisões tomadas e não tomadas, mesmo que não venha a significar um novo passo a tomar.

Acordamos muitas vezes com a velha pressa, aquela que sequer permite nos espreguiçar. Levantamo-nos quase sempre abruptamente, como um sinal de que tudo na vida é repentino, e que tempo algum pode ser perdido, inclusive, para pensar e repensar nossas vidas.

O tempo corre sem pernas! O tempo voa sem asas! O pensamento viaja nesse mesmo tempo por diversos interesses, por uma estrada que parece não ter fim, sem sempre sobrarem preciosos minutos para uma reflexão sobre nossas atitudes; sobre o que de fato estamos fazendo para as nossas vidas.

Preciso parar! Stop! Grita a vida por um instante sequer, que permita uma avaliação, sem mesmo estarmos em desespero. Não é somente nos momentos difíceis que devemos buscar respostas para as nossas angústias; criando uma sabatina mental, onde emissor e receptor estão centrados no só. Exclusivamente você.

Não precisar falar, aliás, fale em silêncio, quem sabe, bem baixinho. Permita-se escutar seu coração e sua razão, e bem menos a emoção. E se for para se emocionar, que deixe acontecer. Isso é sinal que dentre do seu peito bate um coração que anseia por revitalizar-se.

Assim acontecendo, enxugue suas lágrimas, levante a cabeça e busque uma mudança. Você acabou de dar o primeiro passo para a sua transformação. 

Entenda que existe uma pessoa que sente a sua falta; que sempre quer ouvi-lo; e que necessita de um pouco de tempo para abrir seu coração, e purificar sua alma. Esse alguém é você.



Clique e confira!

ESTAMOS À DISPOSIÇÃO!